Você Sabe Controlar o Seu Estoque? Não Dê Prejuízo ao Seu Contratante:

Este artigo foi feito para você que é nutricionista entender um pouco mais como funciona o dia a dia do assessor em nutrição em bares, restaurantes ou em qualquer outro tipo de estabelecimento comercial de alimentos e bebidas e para você que está pensando em se especializar neste segmento.

Muitos profissionais têm dúvidas sobre como controlar o estoque no que tange a sua validade e programar de forma eficiente o famoso PVPS: Primeiro Que Vence, Primeiro Que Sai.

Pensando justamente em ajudar os colegas de profissão, resolvemos inserir aqui algumas dicas que poderão ajudar a você a implementar corretamente o controle de validade e não dar prejuízos a empresa a qual você presta este serviço de grande valia.

Sabemos bem que as empresas costumam comprar mantimentos em grandes quantidades porque isso barateia os custos, porém de nada vai adiantar comprar quantidades exorbitantes se a saída destes alimentos não for proporcional, pois desta forma há o risco de a validade acabar antes do alimento e com isso gerar um prejuízo que poderia ter sido evitado se a empresa tivesse um assessor em nutrição responsável por esta base de dados, afinal de contas, certamente ele saberia a quantidade exata que poderia ser comprado de determinado alimento sem que houvesse o encalhamento e, consequentemente a perda do mesmo.

Sem contar que a questão de espaço também é essencial, pois do que adianta eu comprar ‘xx’ quilos de um alimento se o meu estoque comporta apenas ‘x’? Então para que não haja problemas com a questão da validade, entre outros, estes pontos citados acima devem ser levados em consideração.

É importante também salientar que a limpeza e a organização dos estoques são primordiais para a vida do assessor de nutrição, bem como sua equipe. Cozinha desorganizada e em condições precárias de higiene é prato cheio para Vigilância Sanitária.

Como Controlar a Validade dos Alimentos em Estoque?

A primeira coisa que o assessor em nutrição deve pensar é em montar uma disposição em que a data de fabricação e de validade obedeça ao seguinte fator: os produtos mais antigos devem ser consumidos antes, logo a disposição destes produtos deve, além de estar devidamente etiquetado, estar nas primeiras posições a serem usados pela equipe.

Ou seja, quando deixamos os produtos empilhados de qualquer maneira, não é culpa da equipe pegar o primeiro alimento que ver pela frente e colocar em uso, afinal de contas, o primeiro que vence é o primeiro que sai. Sendo assim, cabe ao especialista montar uma organização que contemple a questão dos prazos de validade.

Para isso, o nutricionista pode montar uma base de dados no computador, existem softwares para isso, que por meio de etiquetas com códigos de barras personalizados, serão lidas e contabilizadas a cada saída e entrada. Assim, o profissional tem um controle total e não deixa a validade de nada passar, inclusive consegue identificar quando é o momento mais propício para a próxima compra.

Caso o especialista não tenha ainda estes programas de computador em mãos, não tem problema, pois existem sistemas manuais aos quais também é possível controlar a entrada e saída de mantimentos e assim poder definir quais devem ser usados primeiro, considerando o prazo de validade dos mesmos.

Outras Dicas Importantes do Dia a Dia na Cozinha:

1 – nunca armazene artigos de limpeza nos mesmo local onde os alimentos são conservados.

2 – se for possível, mantenha os produtos na sua embalagem original, ou seja, embalagem de fábrica, pois são apropriados para a sua armazenagem.

3 – procure não ter em sua cozinha muitas caixas de papelão ou de madeira, pois elas podem ser abrigos de pragas.

4 – para evitar infestações de pragas, separe os alimentos industrializados (conservas, enlatados, entre outros) dos grãos e cereais, por exemplo.

5 – é importante que todos os alimentos estejam identificados com nome, marca, fabricante, data de fabricação e prazo de validade.

6 – estas etiquetas precisam estar visíveis e em letras de forma para não haver enganos.

7 – caso você precise retirar os mantimentos de suas embalagens originais, passe-os para uma embalagem plástica e devidamente higienizada e com as etiquetas corretas.

8 – empilhe os alimentos do sentido certo para que eles nãos sejam acondicionados de cabeça para baixo.

Agora que você já sabe como controlar o seu estoque, não deixe a validade deles deram prejuízo para seus contratantes e mantenha tudo organizado e nos padrões higiênicos estabelecidos em lei.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos nutricionistas!

Share This:

Dieta Low Carb: Como Fazer, Quais Benefícios e Contras? Descubra Aqui:

O que muita gente já sabe é que a dieta low carb dá resultados positivos, agora o que elas não descobriram ainda é como fazer com que estes efeitos realmente deem certo. Exatamente por este motivo é que convidamos a nutricionista Dra. Fernanda Gandra, da CT Nutrição, para falar um pouco sobre os prós e contras da low carb.

De maneira superficial entendemos, assim como sugere o nome, que a low carb é uma dieta que objetiva diminuir a quantidade de carboidratos ingeridos por um indivíduo, fazendo com que ele consiga emagrecer a partir do gasto energético das gorduras estocadas no corpo.

Entretanto, é muito mais do que isso. Podemos considerar que este raciocínio, apesar de correto, é apenas o começo de uma estrutura alimentar que só pode ser desenvolvida de uma maneira segura e eficiente por um especialista no assunto, no caso os nutricionistas. Pois do contrário, uma pessoa que inicia este tipo de dieta por conta própria pode acabar causando efeitos colaterais irreversíveis.

De acordo com a Dra. Fernanda Gandra, “existem vários tipos de dieta low carb. Há aquelas em que o carboidrato é substituído por proteína, outras em que a substituição é feita por lipídios. O principal objetivo destas dietas é diminuir a produção de insulina e fazer com que o corpo utilize a gordura como fonte de energia”, explica a nutricionista.

Na dieta low carb, a ingestão diária de carboidratos representa cerca de 20% do total de calorias ingeridas. Existe restrição de carboidratos simples (como açúcar) e complexos (como amido). Já em um plano alimentar convencional o consumo de carboidratos deve ficar entre 45-55% do total de nutrientes ingeridos no dia, representando a base da pirâmide alimentar (composta por pães, massas, cereais, etc).

Existe uma quantidade exata de quilos que a low carb enxuga?

A especialista não acredita que seja possível realizar este tipo de estimativa, já que o sucesso de uma dieta depende da disciplina e do metabolismo de cada pessoa. Os resultados podem variar de acordo com a alimentação que o indivíduo tinha antes de iniciar a low carb. Sendo assim, esta estaria mais propensa em fornecer melhores resultados a pessoas ‘viciadas em carboidratos’ (aqueles processados, a base de farinha branca) do que outras pessoas que não tem este hábito.

Por isso mesmo que se faz extremamente necessário consultar um nutricionista da sua confiança para que um plano alimentar eficiente possa ser construído e aliado a hábitos de vida saudáveis. Inclusive no que tange às atividades físicas, pois se a low carb for feita corretamente, a energia de que a pessoa precisa para malhar, por exemplo, advirá da proteína ou da gordura prescrita na dieta.

Dieta Low Carb deve ser monitorada por um profissional:

Sendo assim, é arriscado uma pessoa iniciar este tipo de dieta por conta própria, afinal de contas, um de seus pontos negativos é uma sensação de fraqueza, nos primeiros dias, uma vez que o corpo utiliza a gordura ou proteína como fonte de glicose. O procedimento de elevar os níveis de glicose ocorre mais lentamente, gerando este incômodo em algumas pessoas.

Sem contar que “quando a substituição (por gordura ou proteína) não é feita corretamente, a ingestão calórica diária pode ser reduzida, causando efeitos colaterais permanentes. Em longo prazo, pode ser prejudicial para os rins e para o coração, já que a ingestão excessiva de gordura saturada por longos períodos pode acarretar dislipidemias entre outros problemas cardiovasculares”, enfatiza Fernanda.

Alimentos que são restringidos nas dietas low carb:

Cerca de 30% de carboidratos ficam restritos, tais como

  • Açúcares
  • Pães
  • Massas
  • Farinhas

Portanto, a fonte de carboidrato que o corpo obtém é a partir de frutas e vegetais. Contudo esta porcentagem não é algo fixa, segundo a nutricionista, pois é “preciso conhecer e respeitar a individualidade bioquímica e a partir disso traçar um plano low carb para o paciente”, descreve a doutora.

Benefícios da Dieta Low Carb:

“Em minha opinião, a redução de carboidratos é saudável quando esta é acompanhada por uma reeducação alimentar e hábitos saudáveis. A dieta low carb tem se mostrado eficaz na perda de gordura corporal e é muito vantajosa tendo em vista o crescente aumento da ingestão de carboidrato. Mas deve ser feita com orientação profissional”, de acordo com a especialista.

Para Fernanda Gandra, não é mais saudável a substituição do nosso pãozinho integral com queijo por um prato com ovos, bacon e manteiga, por exemplo, e aproveita para incentivar a substituição do pão de farinha de trigo pelo pão de farinha de amêndoas, a lasanha convencional pela lasanha de berinjela… Entre outros exemplos.

CT Nutrição e Minha Nutri fecham parceria e lançam curso:

A nutricionista Luma Monteiro, da assessoria em nutrição Minha Nutri, acaba de fechar uma parceria muito interessante com a CT Nutrição, que é uma empresa que oferece cursos e treinamentos em Nutrição com o objetivo de levar conhecimentos científicos e atuais.

Luma ministrará o ‘Curso Prático de Pães e Bolos Low Carb e Funcionais para Leigos’, que terá início no dia 16 de setembro de 2017. As informações sobre matrículas e investimento serão fornecidas em breve no instagram da Minha Nutri (@minhanutri) e do CT Nutrição (@ctnutricaobrasil)

Share This:

Conheça Os Tratamentos Estéticos Visam Eliminar Gorduras Localizadas

Tratamentos estéticos sempre fazem a cabeça das mulheres, entretanto os homens também estão, a cada dia, buscando se cuidar ainda mais. Hoje, aqui no blog Minha Nutri nós vamos falar um pouco mais sobre estes tratamentos, quais são os seus principais benefícios e como eles podem ajudar a melhorar a autoestima.

Sabemos que muitas pessoas recorrem a tratamentos com o objetivo de emagrecer e perder gorduras localizadas, exatamente por este motivo que este mercado tem crescido vertiginosamente, pois é uma forma mais acessível, se comparado a intervenções cirúrgicas, de se obter resultados positivos no corpo.

Nunca Descuide da Sua Alimentação:

Claro que uma boa alimentação realizada a partir de uma reeducação alimentar saudável é essencial para todas as pessoas, contudo, há certas ‘cicatrizes’ que permanecem no corpo por mais tempo e é difícil de eliminar mesmo com dieta e disciplina. Estamos falando das famosas e temidas gorduras localizadas, que tanto incomodam as mulheres.

A nutricionista Luma Monteiro alerta para o fato de que é extremamente importante continuar mantendo os hábitos saudáveis, mesmo que os tratamentos façam efeito e proporcione resultados positivos, uma alimentação correta e balanceada vai potencializar ainda mais o emagrecimento consciente, sem contar que quando abordamos a questão de comer bem, ou seja, de forma nutritiva, também estamos falando de manter a saúde e aumentar a qualidade de vida. De maneira que uma coisa não substitui a outra, mas se complementam.

O que é e como funciona a Criolipólise?

De acordo com a Marcela Malta Di Napoli, gerente do espaço +Olhar, localizado no Shopping Barra World, a Criolipólise, por exemplo, é a onda da moda entre as celebridades, pois é um tratamento que congela as células de gordura e pode eliminar até 30% deste tecido adiposo em uma única área.

“Podemos comparar o seu resultado com uma lipoaspiração, pois este procedimento elimina as células de gordura, como na lipo. Em outros tratamentos as células somente ficam murchas, mas ainda permanecem na região, já com a Criolipólise elas desaparecem. A diferença é que sem cirurgia é muito mais barato. Com tudo isso, não tem como não se encantar com o procedimento, todo mundo quer fazer”, avalia Marcela Malta.

Além deste tratamento, o + Olhar também oferece aos seus clientes os serviços de:

  • dermo pigmentação de sobrancelhas (inclusive a técnica Microblading)
  • alongamento de cílios (3D e Volume Russo)
  • design de sobrancelhas
  • henna
  • coloração de cílios e de sobrancelhas
  • permanente de cílios
  • desondulação de sobrancelhas
  • limpeza de pele
  • depilação a cera
  • manicure
  • criolipólise
  • drenagem linfática e massagens.

Ainda segundo a gerente Marcela, os homens também buscam tratamentos estéticos em seu espaço na Barra da Tijuca, pois os homens também querem levantar a sua autoestima a partir de cuidados pessoais, sem contar que “a mulhereda valoriza mais o homem que cuida da sua aparência. Qual mulher não gosta de desfilar com um gato do seu lado?”, questiona Marcela.

Os serviços mais procurados pelos homens são: limpeza das sobrancelhas, depilação, limpeza de pele e criolipólise.

Para quem ficou curioso e quer conhecer o espaço + Olhar, procure pelos profissionais qualificados no Shopping Barra World, setor Alemanha, sala 231b. Funcionamento de terça a sexta, das 10h às 20h e sábados das 13h30 às 19h.

Telefones: Tels: 3579-3779 | Whatsapp: 98710-0088 | http://www.maisolhar.com.br/

 

Assessoria de imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Cultura do Desperdício: Como o Assessor Em Nutrição Pode Contribuir Para Reduzir Custos

A questão da sustentabilidade, apesar de estar saturada em meio à sociedade, ainda é essencial para a manutenção da mesma, afinal de contas, é o papel de cada um de nós e das empresas que irá fazer uma grande diferença para os recursos naturais, imprescindíveis para nós, seres humanos.

E quando estamos falando em sustentabilidade, estamos falando desde o restaurante que cuida do óleo usado para que seja descartado de maneira ecologicamente correta, mas também os escritórios que não pensam em políticas internas que otimizem os custos da empresa, tais como o uso de papeis para entrega de documentos que podem ser facilmente substituídos por e-mail ou o uso de descartáveis, tais como copos de plástico que são comprados todos os meses para suprir uma demanda que poderia ser sanada com a entrega de canecas ou garrafinhas para cada funcionário. E isso é somente parte de todo um processo que pode ser pensado de forma mais assertiva.

Tendo tudo isso em mente, convidamos o diretor da Magma Consultoria, Antônio Sérgio Maia que nos explicou quais são as principais atitudes que uma empresa precisa ter para redução de custos: “conhecer os itens que compões estes custos, pensando na redução dos custos fixos e de alternativas sem que isso comprometa a atividade principal da organização é o primeiro passo. Depois deve-se incrementar a receita da empresa, avaliar e solicitar orientação profissional para caminhos tributários alternativos de substituição e redução de impostos, bem como incentivos tributários. Além de propor alternativas para aquisição de insumos sem comprometer a qualidade do empreendimento”, afirma o diretor.

Qual a importância do assessor em nutrição para uma empresa cujo nicho é comércio de alimentos e bebidas?

Dentro deste contexto, se afunilamos os setores que tem papel primordial nesta evolução da consciência a respeito da sustentabilidade, os nutricionistas tem função essencial neste nicho, afinal de contas, o ramo de alimentos e bebidas lida diretamente com estes profissionais que assessoram e prestam consultorias as estas empresas que necessitam aprimorar seu negócio.

Por isso que, segundo Antônio Sérgio, o assessor em nutrição precisa orientar e capacitar os demais atores desta cadeia produtiva nos temas pertinentes aos produtos comercializados, sendo assim, o cuidado ambiental que a empresa deve ter é parte de um sistema que deve ser integrado com objetivos alinhados, portanto, as partes interessadas acabam obtendo vantagens indiretas, tais como benefícios fiscais e adequação jurídica e vantagens diretas com seus clientes ou consumidores.

“A especialização do assessor em nutrição passa pelas seguintes áreas, tais como: Qualidade de Alimentos Industriais, Processos Industriais de Alimentação (cadeia produtiva) e/ou Consultoria na ponta do mercado direto ao consumidor e Geração e administração dos resíduos. A divulgação desse trabalho tem que ser estrategicamente pensada utilizando o Marketing como ferramenta de divulgação, além de pesquisa de mercado focado no público alvo”, pontua Antônio Sérgio Maia.

Portanto, se o nutricionista está pensando em enveredar por este nicho, precisa saber que há muito trabalho pela frente, mas o retorno é garantido. Segundo Antônio Sérgio, as empresas brasileiras já se deram conta deste tipo de ação mesmo que de forma tímida, mas o assessor em nutrição pode ser o especialista que poderá mudar esta cultura do desperdício dentro do setor de alimentação e bebida.

Share This:

Ser Mamãe Fitness Durante a Gestação Faz Bem Para Saúde?

Em tempos de Dia das Mães, todos os blogs comemoram esta data especial e aqui não poderia deixar de ser diferente. Então pensamos: o que poderíamos oferecer de conteúdo para nossos leitores que pudesse levar algum tipo de benefício para  saúde e fazer o gancho de dia das mães?

Tivemos a brilhante ideia de falarmos um pouco sobre a febre do momento: Ser Mamãe Fitness. Será que as gestantes podem fazer dietas restritivas? Qual é a prioridade das mulheres que estão grávidas? O que é mito e o que é verdade neste universo de cuidados, bem estar e prática de exercícios físicos?

Vamos ao que interessa? Boa leitura!

Cuidados Com a Saúde e Alimentação Para Mamães Fitness:

Hoje, neste Especial de Dia das Mães, iremos falar sobre as mulheres que iniciam projetos de dietas de emagrecimento e práticas de exercícios de alta intensidade durante o período de gestação. O que é bem diferente das mamães fitness que já tiveram seus filhos e estão em período de pós-parto, mas caso você queria ler sobre este assunto, sugiro que entre no blog Mamãe Sem Manual e veja a entrevista exclusiva da Luma Monteiro no blog da Thaty Lorena.

Dietas Restritivas:

De acordo com a nutricionista Luma Monteiro, “alimentação durante a gestação é bem especifica, precisando de um aporte energético e nutricional maior. Não é um momento para realizar dietas de emagrecimento”, ressalta.

Por isso mesmo, as mulheres que se encontram em período gestacional precisam cuidar da sua alimentação de forma a pensar também na saúde do feto que está em desenvolvimento. Não quer dizer também que precisamos comer por dois, a questão é a qualidade dos alimentos e não a quantidade.

“É esperado que toda gestante engorde entre 8 a 10kg durante todo o processo. Sendo assim, valores maiores que estes pode fazer mal tanto para a mãe quanto para o bebê, da mesma forma que é perigoso ter ganhos menores que 8 kg”, comenta Luma. Veja aqui dicas sobre cirurgia plástica e abdominoplastia.

Portanto, este não é definitivamente o momento para pensar em dietas restritivas e suplementos emagrecedores, nem mesmo chás que, supostamente, ajudam a perder peso. Mesmo não havendo comprovações científicas suficientes para corroborar alguns fatos, existe a possibilidade de alguns tipos de chás serem abortivos, por isso é melhor prevenir do que remediar.

Em casos extremos é possível notar distúrbios psicológicos que fazem com que as mulheres fiquem tão ansiosas em voltar a ter seus corpos magros e isso pode acabar gerando algum problema de saúde tanto para ela quanto para o bebê. Logo, um especialista da área deverá ser contatado o mais rápido possível a fim de que essa gestante seja posta em tratamento ou análise para que a situação seja resolvida.

Práticas de Exercícios Físicos:

Não é de hoje que vemos muitos casos de gestantes exibindo a barriga musculosa, com gominhos e tudo em seus canais da internet e blog, porém se estes exercícios físicos de alta intensidade como a musculação (inclusive abdominais) estejam sendo realizados sem o acompanhamento médico, no caso do obstetra que faz o pré-natal e também de um profissional de educação física, a saúde da mãe e do bebê estão comprometidas.

É muito comum também vermos dicas de suplementação para ganho de massa durante a gestação, sim, a internet tem de tudo e nem por isso temos que acreditar em qualquer conteúdo, mas é preciso ter muito cuidado com isso. A suplementação indicada e correta deve ser feita pelo seu obstetra e tem um objetivo muito diferente deste.

Algumas mulheres grávidas que já estão acostumadas a praticarem exercícios físicos têm mais facilidade e condicionamento que contribuem para que poucas coisas sejam mudadas em suas séries, no entanto, somente um profissional especializado no assunto poderá te dizer exatamente o que deve ser feito.

Para quem não tem este costume, mas quer deixar o sedentarismo de lado também poderá ter benefícios com atividades físicas, existem muitas coisas que as gestantes podem fazer para manter a saúde em dia, como hidroginástica, danças, caminhadas, entre outros.

O mais importante neste momento é a saúde do bebê e a da mamãe, sem contar que a amamentação é um período que ajuda muito no emagrecimento da mulher e obviamente os bons hábitos alimentares antes, durante e pós-parto serão imprescindíveis para que o objetivo do emagrecimento seja alcançado no momento certo.

Por fim, quero informar às leitoras que muito em breve, estaremos lançando um desafio super bacana em parceria com a Thaty Lorena, do blog Mamãe Sem Manual. Peço a todos que vão acompanhado as redes sociais para mais informações que serão enviadas nas próximas semanas!

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Resumo da Semana – Live Culinária Prática Minha Nutri

Muitos leitores estão mandando perguntas sobre os assuntos da Live Culinária Prática Minha Nutri e, justamente para sanar estas dúvidas, bem como dar a oportunidade de o público ver o conteúdo das Lives da semana de maneira resumida e detalhada, é que a nutricionista Luma Monteiro resolveu fazer um apanhado geral dos temas que bombaram nos vídeos desta semana.

Esta semana falamos sobre:

Tipos de Alimentos Orgânicos x Funcionais

A nutricionista Luma Monteiro nos atentou para a importância dos alimentos orgânicos, bem como saber identificá-los durante as compras, pois os alimentos orgânicos são livres de agrotóxicos, não podem ser adubados com produtos químicos e por isso que são usados produtos naturais como casca do ovo entre outros para fertilização.

Por conta de estes alimentos precisarem de um cuidado maior, justamente pelo fato de eles não levarem produtos químicos, acabam sendo alvo de pragas, além disso, o alimento orgânico nem sempre é tão bonito, grande e vistoso.

Um risco ou uma imperfeição em um alimento já é o suficiente para uma pessoa não querer comprar. Mas, a verdade é que as químicas acabam alterando o DNA do alimento para deixar mais bonito e ter uma produção em massa, ao contrário do orgânico.

Dica – procure saber no sacolão ou hortifrúti perto da sua casa quem são os produtores dos alimentos para saber se você está fazendo uma boa alimentação.

Já os alimentos funcionais precisam trazer algum benefício metabólico ou fisiológico para o organismo de uma pessoa, desenvolvendo algum tipo de benefício para a sua saúde. Ou seja, a sua composição tem que ajudar nos cuidados da saúde e até mesmo na prevenção de algumas doenças. Exemplo de alimentos funcionais: soja, aveia, tomate, uva, couve flor, linhaça, chia, entre muitos outros.

Tipos de Alimentos: Diet x Light

Muitas pessoas têm dúvidas sobre os alimentos diet e light, então vamos te ajudar a entender como funciona:

Alimentos Diet – é retirada total de algum nutriente e foi desenvolvido para quem tem restrições alimentares. Um diabético que não pode consumir açúcar, por exemplo, usa um alimento diet que contenha um tipo de adoçante, ou para quem tem restrição a sódio ou gordura, então você usa um alimento diet restrito a estes compostos.

Alimentos Lights – são aqueles que têm a retirada parcial de determinado alimento, ou seja, tem a redução em alguma coisa, não necessariamente gordura, açúcar, vai depender do produto que você estará levando para casa e você precisará ler o rótulo atentamente.

Todo alimento light precisa ter 25% de redução, se for menos não pode ser considerado light.

Então qual seria melhor – Diet ou Ligth?

Por exemplo, o chocolate diet não tem açúcar, mas tem algum tipo de adoçante para que as pessoas que não podem comer açúcar, possam experimentar um chocolate diet. Mas ele tem mais gordura e calorias e por isso não quer dizer que ele vai ser bom para quem quer emagrecer, mas não tem restrição a açúcar.

Por isso que não é qualquer pessoa que deve comer light ou diet achando que vai perder peso. Estes tipos de alimentos foram desenvolvidos para pessoas que tem restrição alimentar devido a doenças, entre outros fatores.

Métodos de Conservação dos Alimentos Calor x Frio/ Desidratados x Vácuo e Processos Básicos de Cocção Calor x Úmido – Calor X Seco:

Não adianta você ter um alimento muito bom e muito gostoso se você não tem um controle microbiológico dele.

Só para você ter uma ideia sobre as bactérias, elas se multiplicam a cada 20 minutos, sendo assim, se você deixar o seu alimento no fogão durante o dia todo, os riscos de ele se contaminar são muito grande. Por exemplo, então se você fizer uma comida às 11 horas da manhã e depois deixar estas panelas no fogão o dia todo, todas estas bactérias irão se multiplicar e você pode acabar passando mal por conta de ela estar contaminada.

Métodos de Cocção

No calor, temos a técnica do cozimento, ensopado, grelhado, por exemplo. Dentro deste contexto temos o calor úmido e o calor seco, como, por exemplo, o cozimento a vapor ou a desidratação e é assim que escolhemos dentro do calor algumas técnicas para bloquear estes microrganismos.

Dica: durante a fervura o ideal é que se espere 3 minutos para começar a matar as bactérias.

No cozimento, é importante que a gente pense na temperatura ideal para que estes problemas sejam sanados e não haja contaminação. Logo, é preciso que tenha um calor acima de 70º C para matar as bactérias.

Já no frio, é preciso estar abaixo de 5º C para acondicionar o seu alimento sem que estes microrganismos se proliferem, por isso que não se deve deixar o seu alimento no fogão.

Tudo o que você precisa saber sobre o ovo:

Muitas pessoas acham que apenas a técnica de colocar o ovo no copo de água para saber se ele está bom ou não é a única funciona, no entanto, quando você está no mercado, simplesmente não dá para fazer isso, mas você pode descobrir de outra maneira. E é isso que iremos te ensinar aqui.

O ovo é composto de casca, clara e gema e é importante que quando a gente estiver comprando, saibamos identificar se ele está bom para o consumo ou se ele é um ovo velho.

Como a gente consegue ver isso sem ter um copo de água no mercado?

Ovo Bom: a casca do ovo precisa ser espessa e opaca, se for lisinha e brilhosa, significa que é um ovo velho. Independente se for um ovo branco ou vermelho, ambas as cores precisam estar bem vivas.

Ovo Ruim: casca fina, aparência brilhosa e cores fracas. Quando começa a ter pintinhas também significa que não é bom, ou seja, não é um ovo fresco.

Dica: Descarte imediatamente os ovos rachados ou quebrados, pois a casca do ovo é como se fosse a nossa pele e serve para proteger o conteúdo de dentro. Quando isso acontece, precisamos descartar porque há risco de contaminação com salmonelas.

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Cirurgia Plástica: Descubra os Benefícios e Tire Todas as Suas Dúvidas

Com o advento da tecnologia, a cirurgia plástica se aperfeiçoou e, hoje em dia, é possível realizar diversas intervenções de uma maneira bastante prática e eficiente, com bons resultados para o paciente. Se antes era quase de consenso geral afirmar que uma cirurgia plástica era perigosa, atualmente é justamente o contrário, obviamente que existem os riscos, porém o avanço tecnológico e o aprimoramento de técnicas menos invasivas fizeram com que as plásticas se tornassem algo muito mais seguro e, consequentemente acessível.

De acordo com o Dr. Bernardo Ramalho, cirurgião plástico que atende na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, “realizar cirurgia plástica em uma pessoa é como transformar o sonho dela em realidade. Por isso é muito prazeroso. Temos a oportunidade de operar uma paciente que batalhou para perder peso (às vezes em torno de 40kg), e após essa batalha há sobra de pele; então nada mais justo que realizar a cirurgia para ver a paciente feliz com o seu corpo novamente”.

As mulheres estão muito mais abertas a transformarem seu corpo:

Principalmente aquelas que moram em cidades como o Rio de Janeiro, com muitas praias, afinal de contas, são lugares onde os corpos ficam mais expostos e, consequentemente há uma preocupação maior com a aparência neste sentido.

Dados levantados do consultório do Dr. Bernardo, revelam que 80% do resultado a ser atingido depende da cirurgia, porém os outros 20% depende muito do paciente. É no pós operatório que os pacientes irão precisar ficar de repouso, evitar banhos de sol e realizar as trocas de curativo de acordo com as recomendações do médico, “caso não siga as instruções do seu cirurgião, o resultado pode ser prejudicado. A alimentação é fundamental tanto antes quanto após a cirurgia, inclusive influenciando no processo de cicatrização”, ressalta o cirurgião plástico que realiza atendimento às terças feiras, no Le Monde Office, situado na Av. das Américas, Barra da Tijuca.

Todas as pessoas podem fazer cirurgias plásticas?

As pacientes candidatas a uma cirurgia plástica de contorno corporal (lipoaspiração, abdominoplastia, lipoescultura, mamoplastia redutora) devem estar com o IMC (índice de massa corpórea) inferior a 30; Caso a paciente seja obesa, cirurgia é contraindicada e a paciente é encaminhada a uma nutricionista para que retorne quando o peso estiver próximo do ideal. Além da questão do peso, as pacientes devem estar minimamente saudáveis para serem submetidas a uma cirurgia. Logo, alguns exames pré operatórios são solicitados para garantir a segurança dos pacientes durante a cirurgia, minimizando os riscos de complicações.

Segundo a nutricionista Luma Monteiro, da assessoria em nutrição Minha Nutri, quando as pacientes são encaminhadas para perder peso com o propósito de realizar cirurgias plásticas, um plano de alimentação é montado de forma personalizada valorizando os alimentos funcionais que ajudarão a manter a saúde em dia enquanto o processo de emagrecimento está em andamento, bem como servirão de nutrientes para ajudar no processo de cicatrização e na prevenção de doenças.

Que tipo de cirurgia plástica é mais procurada pelas mulheres?

Dr. Bernardo Ramalho atenta para o fato de que cerca de 85% de suas pacientes visam a estética, ou seja, buscam melhorar a beleza e a autoestima; principalmente no Rio de Janeiro, pois é um lugar onde as pessoas se expõem muito a praia e os corpos sempre estão em aparência. “Atualmente as pessoas cuidam de sua saúde de maneira mais eficiente do que gerações anteriores, com isso o grau de exigência aumenta; e com a tecnologia cada vez mais rápida e eficiente, as pacientes buscam os resultados mais precoces querendo retornar ao trabalho no dia seguinte a cirurgia (o que nem sempre é possível)”, ressalta.

As cirurgias plásticas mais procuradas na clínica do Dr. Bernardo são a mamoplastia de aumento (prótese de silicone) juntamente com lipoaspiração. Porém, muitas pacientes também procuram por procedimentos não cirúrgicos, como toxina botulínica (Botox) e preenchimento com ácido hialurônico.

Serviço: 

Você pode acompanhar as postagens do Dr. Bernardo em sua Página do Facebook: “Dr Bernardo Ramalho – Cirurgia Plástica”, instagram @drbernardoramalho ou pelo site: www.bernardoramalho.com.br.

 

CIRURGIÃO PLÁSTICO / MEMBRO DA SBCP
CRM: 52.88123-6
Av das Américas 3500, bloco 6 (Ed. Hong Kong 2000)- sala 510
Le Monde Office – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro
TEL: (21) 98867-3070 / 3030-1506/ 2431-2443 / 97143- 1271

Share This:

Dicas da Minha Nutri – Por que Devemos Comer de 3 em 3 Horas:

Talvez esta seja uma das dicas mais difundida pelos nutricionistas durante suas consultas e também seja uma das mais conhecidas entre as pessoas, de uma maneira geral, mesmo nunca tendo frequentado um consultório de nutrição.

No entanto, quantidade não significa qualidade e por, justamente, ser uma dica que, de certa forma, banalizou, as pessoas tendem a não dar tanta atenção como deveriam. Afinal de contas, não é à toa que os nutricionistas continuam batendo na mesma tecla, concorda?

De acordo com a nutricionista Luma Monteiro, da assessoria em nutrição rj Minha Nutri, manter a regularidade na alimentação todos os dias é imprescindível não somente para a saúde, mas também para quem quer emagrecer. Muito se engana quem pensa que se privar de comer, ou seja, fazer dietas restritas, trará resultados positivos para o organismo.

“Quando deixamos de comer por longos períodos, o nosso corpo começa a padecer por esta opção que fazemos e o pior disso é que uma pessoa que pensa que vai emagrecer, decerto não vai atingir seu objetivo. Ou pelo menos não da forma como gostaria. Um corpo sem ser alimentado fica desnutrido e não magro de uma maneira saudável”, pontua a nutricionista.

Clique Aqui Para Descobrir Como Emagrecer Com Saúde e Aumentar Sua Massa Muscular

 

Manter a Regularidade na Alimentação É Importante:

Partindo deste contexto, a melhor maneira de manter a qualidade de vida é se alimentando de 3 em 3 horas. E não estamos aqui falando de números sabáticos. Este espaço de tempo é o suficiente para o corpo fazer a digestão e voltar a necessitar de nutrientes que possam suprir os estoques de energia, bem como outras funções essenciais para manter a saúde em dia.

Segundo Luma Monteiro, quem espera sentir fome para se alimentar, acaba comendo mais do que deveria e a tendência é ingerir besteiras, principalmente doces, pois o corpo começa a baixar a glicose e isso dá uma vontade muito grande de comer doces. Ou seja, nada de benefícios ficar se privando de comer, desde que seja com qualidade.

Benefícios de se Alimentar Regularmente:

  • Acelera o metabolismo, ou seja, seu corpo queima mais calorias.
  • Maior sensação de saciedade, logo você não fica beliscando entre as refeições.
  • O organismo entente que vai receber alimento de 3 em 3 horas e tende a estocar menos carboidratos no corpo.
  • O corpo fica com mais energia para treinar e para as tarefas do dia a dia.
  • Quem se alimenta de 3 em 3 horas, evita de ficar sentindo fome.
  • Quem não sente fome, não fica pensando em comer qualquer coisa somente para se livrar desta sensação incômoda, ou seja, acaba comendo com mais qualidade.

Por isso que um plano alimentar rico em qualidade nutricional é a forma mais correta de conseguir o emagrecimento. Isso porque quem se alimenta de 3 em 3 horas também consegue fazer com que o metabolismo seja acelerado e evita a sensação de fome.

Como vocês podem ver ter uma regularidade na alimentação é algo realmente importante. Mas, esta alimentação precisa ter uma coerência nutricional, afinal de contas, não adianta você ir a um restaurante fast food a cada 3 horas e pedir um combinado de refrigerante, hambúrguer e batata frita, correto?

Clique Aqui Para Descobrir Como Emagrecer Com Saúde e Aumentar Sua Massa Muscular

 

Velhos Hábitos Prejudicam a Maneira Com a Qual Nos Alimentamos:

A questão da alimentação saudável está condicionada intimamente com os hábitos alimentares. Se você, desde criança, está acostumado a comer determinados tipos de comidas, muito provavelmente você levará isso para a sua vida adulta e vai também seguir estes mesmos hábitos com seus filhos e assim sucessivamente.

No entanto, muito embora possa parecer complicado, mudar hábitos antigos é possível. “Basta ter força de vontade. Se você simplesmente não está mais se sentindo bem com os seus hábitos alimentares, então tudo o que você precisa é ligar o ‘start’ e iniciar as mudanças de maneira gradativa. Não adianta também você de uma hora para outra parar de comer tudo o que você está acostumado porque o risco de você ter uma recaída é maior do que se você for transformando seus hábitos pouco a pouco”, conclui Luma.

A nutricionista ainda ressalta que uma reeducação alimentar não vai te privar de comer as coisas que você gosta. Uma pessoa que se propõe a fazer este tipo de mudança em sua vida passa a entender que há alimentos que fazem bem e outros mal para o organismo e a partir disso optar por bons alimentos vai ser uma questão de escolha consciente e eles passarão a ser o tipo de comida de que você vai gostar.

A nutricionista Luma Monteiro faz atendimentos de Personal Diet, indo até a casa de seus pacientes e criando planos alimentares personalizados. Entre em contato pelo número 21 97686-0843 e marque a sua consulta. Atendimentos na Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Taquara, Recreio dos Bandeirantes e adjacências. Luma Monteiro também realiza atendimentos no seu consultório.

Clique Aqui Para Descobrir Como Emagrecer Com Saúde e Aumentar Sua Massa Muscular

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com 

Share This:

Estreia Live Culinária Prática Minha Nutri – Descomplique Sua Vida

Dicas para o dia a dia e tudo aquilo que você precisa saber sobre alimentação saudável e truques para facilitar a sua rotina e descomplicar a sua vida você vai encontrar nesta nova série de Lives que a nutricionista Luma Monteiro lança hoje, a partir das 17h, em sua Fã Page no Facebook: Minha Nutri.

Tem coisas que vão acontecendo quando estamos cozinhando e sequer percebemos que poderíamos mudar a forma ou a organização para otimizar as tarefas. Justamente por conta disso, muitas pessoas consideram que cozinhar é chato e demorado. Mude sua vida com Culinária Prática da assessoria em nutrição rj Minha Nutri.

Mas, agora você vai mudar a sua ideia quanto a esta questão, além de muitas outras que poderão contribuir para você descomplicar a sua rotina. Como por exemplo, algumas dicas infalíveis sobre técnicas que congelamento que poderão te auxiliar a cozinhar apenas um dia e suprir toda a sua demanda semanal.

Você também vai saber tudo o que ainda não te contaram sobre os cereais, o mundo das leguminosas, processos básicos de cocção, além de aprender a identificar e preparar carnes.

Fique de olho na programação Culinária Prática Minha Nutri:

01 de maio – Tipos de Alimentos: Orgânicos x Funcionais

02 de maio – Tipos de Alimentos: Diet x Light

03 de maio – Métodos de Conservação dos Alimentos: Calor x Frio

04 de maio – Métodos de Conservação dos Alimentos: Desidratados x Vácuo

05 de maio – Processos Básicos de Cocção: Calor x Úmido

06 de maio – Processos Básicos de Cocção: Calor x Seco

07 de maio – Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Ovo

08 de maio – O Mundo das Leguminosas

09 de maio – Viva os Cereais: O que Ainda Não Te Contaram – Cereais Integrais x Refinados

10 de maio – Hortaliças: Conceitos, Classificação, Amadurecimento e Armazenamento

11 de maio – Método de Conservação das Frutas

12 de maio – Carnes: Tudo o que você precisa saber para identificar e preparar

13 de maio – Gorduras e Óleos: Classificação

14 de maio – Métodos de Cocção e Decomposição + Clarificação da Gordura

15 de maio – Tipos de Açúcar, Açucarados e Adoçantes

16 de maio – Cacau x Chocolate

Fique de olho nas novidades e acompanhe as Lives para liberar presentinhos que serão enviados para nossos espectadores!

Descomplique a sua vida com a Culinária Prática Minha Nutri!

Share This:

5 Alimentos Ricos em Sódio: Combatendo à Hipertensão

Uma alimentação rica em sódio e gorduras é um dos principais fatores que elevam a pressão arterial de uma pessoa. Além disso, o sedentarismo, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas e alterações psicológicas também podem desenvolver a hipertensão.

Prevenir a hipertensão é a maneira mais eficiente de manter a saúde em dia, bem como eliminar os ricos de desenvolver doenças cardiovasculares mais graves. Em comemoração ao dia 26 de abril, que é considerado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, a Minha Nutri abordará os 5 alimentos que são ricos em sódio e dará dicas para você manter hábitos mais saudáveis e cuidar melhor da sua saúde.

Veja também como manter uma dieta saudável para gestantes aqui.

Diferença entre Sódio e Sal:

Muito embora pareça a mesma coisa, sódio e sal não são iguais.O sal de cozinha é composto de sódio (Na) e Cloro (Cl), ou seja, o sal é feito de Cloreto de Sódio e esta combinação é o e confere o sabor salgado nos alimentos, motivo pelo qual o sódio é usado como conservante em doces sem interferir no seu sabor, pois somente quando ele é combinado ao cloro é o que o torna salgado.

Sendo assim, nos rótulos dos alimentos a quantidade especificada de sódio não é o mesmo que sal. É preciso nos atentarmos que 1 grama de sal tem 400 mg de sódio.

5 Alimentos Ricos em Sódio:

Temperos Prontos: A correria do dia a dia, por muitas vezes, nos impede de termos tempo de cozinhar com mais calma e por isso costumamos ser práticos e usamos os temperos prontos para evitarmos ter de descascar cebola, alho e outros. No entanto, o nível de sódio deste tipo de produto é tão elevado que equivale, em média, a três colheres de sopa de sal. Exatamente por este motivo que os hipertensos têm problemas com os temperos prontos, portanto, é importante evitar o consumo deste item, até mesmo quem não tem hipertensão, pois pode acabar desenvolvendo devido à ingestão excessiva do mesmo.

Comidas Instantâneas (macarrão, sopas, etc): Este tipo de comida pronta precisa ser conservada para que a sua validade e tempo de prateleira seja prolongada. Uma técnica usada pela indústria de alimentos é usar o sódio para conservá-los. Justamente por este motivo que se devem evitar as comidas instantâneas. Comer um alimento deste tipo equivale a ingerir cerca de duas colheres de sopa de sal, prato cheio para elevar a pressão arterial de uma pessoa.

Alimentos Congelados (lasanhas, frangos empanados, nuggets, etc): Quem não tem tempo de cozinhar acaba escolhendo os alimentos congelados para levar como marmita para o trabalho ou matar a fome depois que chega a casa. No entanto, este tipo de comida é um grande problema para quem é hipertenso e até mesmo para quem não é, pois a quantidade de sal e gorduras é tão elevada que além de provocar danos para o coração, também engorda. Muitos casos de obesidade infantil estão relacionados aos alimentos congelados. Um pedaço de lasanha (300g) congelada equivale a duas colheres de sopa de sal.

Embutidos, Processados e Enlatados: Quem é que não pensa em fazer um patê para o lanche da tarde, um cachorro quente, comer um pão com mortadela ou salaminho? São alimentos gostosos, mas que devem ser evitados, pois possui uma grande concentração de sódio e outros conservantes. Só para se ter uma ideia, 4 salsichas equivalem a 2 colheres se meia de sopa de sal. Ou seja, não faz nada bem para a saúde.

Refrigerantes e Sucos de Caixinha: Muito embora as pessoas costumam a associar a presença de sódio em alimentos salgados, a indústria de alimentos usa sódio em doces também. Não somente em refrigerante ou em sucos, mas em sobremesas, inclusive. Por isso que todo o cuidado é pouco, principalmente aos refrigerantes que são zero açúcar, pois a concentração de sódio é ainda maior. Por isso que o indicado é a ingestão dos sucos 100% integrais ou optar por fazer o seu suco em casa, diretamente da fruta ou sua polpa.

De acordo com a nutricionista Luma Monteiro, a assessoria em nutrição Minha Nutri, “é muito importante que uma pessoa repense seu estilo de vida, pois esta é realmente a atitude que vai estimular o paciente hipertenso a diminuir os níveis da pressão arterial. Uma alimentação livre dos conservantes, gorduras e sódio, bem como as práticas de atividades físicas são comprovadamente capazes de reduzir a hipertensão. Logo, manter hábitos de vida saudáveis é maneira correta de minimizar os riscos de doenças cardiovasculares”, ressalta.

Padrões Alimentares Adequados Para os Hipertensos:

Uma dieta rica em

  • Vegetais
  • Frutas
  • Verduras
  • Grãos
  • Fibras
  • Alimentos com baixa densidade calórica
  • Alimentos com baixo teor de gorduras saturadas
  • Dar preferência aos alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados
  • Usar sempre temperos naturais
  • Limitar a ingestão de sal
  • Não beber álcool
  • Não fumar
  • Evitar doces e frituras

Luma Monteiro afirma que o consumo de sal não deve ultrapassar  a duas gramas por dia. Logo, a ingestão de alimentos naturais é essencial, bem como buscar diminuir o consumo de conservas, embutidos, defumados e enlatados.

Em caso de dúvidas, procure um nutricionista de confiança para realizar uma dieta focada que privilegie o consumo de alimentos saudáveis, além de procurar um profissional da área de educação física para iniciar uma rotina de atividades físicas.

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This: