Importância da Rotulagem Nutricional – Aprenda a ler as informações dos alimentos que você come

Os rótulos com as informações nutricionais contidas nos alimentos que são vendidos em mercados e estabelecimentos, de uma maneira geral, são extremamente importantes para a população porque é a forma mais exata e eficiente de destacar quais são as substâncias, ingredientes, bem como a quantidade de cada uma delas a fim de alertar a sociedade dos riscos para a saúde que os produtos podem oferecer ou não para o consumidor.

Assim, a indústria de alimentos fica obrigada a informar fidedignamente quais são os componentes dos alimentos que vendem. Esta medida tem como principal objetivo regulamentar e adequar a forma como os alimentos são comercializados, com a ideia de promover dietas mais saudáveis, equilibradas e reduzir os riscos de desenvolver alergias e outras doenças crônicas.

É importante salientar que de acordo com a crescente demanda da própria população ávida por ter mais conhecimento a respeito do que estão cozinhando e pondo à mesa, que o governo se esforçou ainda mais para implantar um plano de rotulagem mais eficiente, provando que as cobranças e pontuações da sociedade ajudam e muito os setores de estudo e de pesquisas públicas na área de nutrição.

Você sabe quando um produto precisa conter informação nutricional?

Segundo o Manual de Orientação às Indústrias de Alimentos da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a rotulagem nutricional deve ser aplicada a todos os alimentos e todas as bebidas que são comercializados, bem como embalados na ausência do cliente. Ou seja, todos os produtos do mercado, exceto aqueles produtos de padaria, laticínios, etc. que são embalados na hora e na frente do consumidor, devem conter o rótulo com a informação nutricional.

Alguns produtos, entretanto, ficam dispensados da rotulagem nutricional obrigatória, tais como:

  • As águas minerais e demais águas destinadas ao consumo humano;
  • As bebidas alcoólicas;
  • Os aditivos alimentares e coadjuvantes de tecnologia;
  • As especiarias, como pimenta do reino, cominho, noz moscada, canela e outros;
  • Os vinagres;
  • O sal (cloreto de sódio);
  • Café, erva mate, chá e outras ervas sem adição de outros ingredientes;
  • Os alimentos preparados e embalados em restaurantes e estabelecimentos comerciais, prontos para o consumo, como por exemplo, sanduíches embalados, sobremesas do tipo flan ou mousses ou saladas de frutas e outras semelhantes.
  • Os produtos fracionados nos pontos de venda a varejo, comercializados como pré-medidos. Alimentos fatiados como queijos, presuntos, salames, mortadelas, entre outros.
  • As frutas, vegetais e carnes in natura, refrigerados ou congelados;
  • Produtos que possuem embalagens com menos de 100 cm2 (esta dispensa não se aplica aos alimentos para fins especiais ou que apresentem declarações de propriedades nutricionais).

Você sabe quais são as informações corretas que devem conter nos rótulos?

A ANVISA disponibiliza uma tabela que serve como modelo de rótulo a ser seguido de forma obrigatória pelas indústrias de alimento. Veja:

Disponível no portal da ANVISA.

Segundo a nutricionista e empresária da Minha Nutri, Luma Monteiro, “nós temos que criar o hábito de olhar a rotulagem para sabermos que ingrediente, que quantidade de gordura e de sódio foi levado em determinado produto. Tem alimentos, por exemplo, como o refrigerante, que é doce, mas que contém muito sódio. Quando falamos de sódio, costumamos nos lembrar de somente o sal de cozinha, mas na verdade os produtos industrializados e embutidos tem uma quantidade muito grande de sódio. Temos também que nos preocupar com incidentes alérgicos, pois existem alimentos que você nem imagina que levou ovo ou leite (e às vezes nem leva mesmo, mas pode conter traços destes alimentos, conforme vimos no artigo de ontem, sobre Rotulagem dos Alimentos Alergênicos) e isso causar um problema grave para alérgicos. Então é importante que leiam, porque mesmo que você ache que não tenha determinado ingrediente, pode ser que você esteja enganado e isso venha a lhe trazer algum malefício para a saúde”, enfatiza.

Foi mais ou menos assim que aconteceu com a dona de casa Rose Mary Pacheco, de 58 anos, hipertensa, que costumava comer no lanche da tarde uma porção de cerais matinais. Só depois que começou a sentir alterações constantes na sua pressão arterial foi que a dona de casa percebeu que um simples lanche estava agravando seu problema de saúde. Alguns cereais matinais podem conter 176mg de sódio em uma quantidade de 30 gramas.

Como identificar os ingredientes e entender o que está contido na rotulagem nutricional dos alimentos?

Os ingredientes na rotulagem tem que seguir uma ordem, de acordo com o Manual da ANVISA, ou seja, a Rotulagem Nutricional segue o esquema de ordem decrescente, logo, os primeiros ingredientes que aparecerem na lista dos rótulos são os que estão em maior quantidade naquele determinado produto e os últimos, por conseguinte, em menor quantidade.

Luma Monteiro explica que se “as informações nutricionais já começarem com açúcar e gordura, por exemplo, então isso já significa que este produto tem muito mais gordura e açúcar do que outros nutrientes, o que podemos concluir que, de fato, não é um produto ideal para quem está pensando em cuidar da sua saúde. Precisamos observar a questão da gordura trans que é uma substância muito usada na indústria de alimentos porque funciona como conservante, dá mais sabor e crocância aos alimentos também e aumenta a vida do produto nos mercados e isso faz muito mal para a saúde, então se a gente conseguir ler os rótulos e aprendermos esta importância, nós conseguimos escolher produtos mais saudáveis”, pontua a nutricionista.

Se você é nutricionista e quer entender como funciona o cálculo das informações nutricionais, clique aqui para ver o passo a passo.

 ‘Olha O Rótulo’, perfil do Instagram alerta sobre as informações nutricionais dos produtos:

A estudante do 9º período de Nutrição da Universidade Federal de Juiz de Fora, Layla Procópio, 22 anos, teve a ideia de lançar o instagram ‘@olhaorotulo’ depois de uma atividade na faculdade sobre educação alimentar e nutricional em que os alunos ficavam responsáveis por selecionar alguns produtos e incluir a quantidade de açúcar que cada um deles continha. Layla percebeu que todos ficavam abismados todas as vezes que reparavam na quantidade absurda de açúcar usado na composição de alguns alimentos e teve a ideia de lançar o perfil nas redes sociais a fim de alertar as pessoas, de uma maneira mais ampla, da importância de ler e compreender como funciona a rotulagem dos produtos comercializados.

“Todas as pessoas ficavam espantadas com a quantidade de açúcar que cada alimento tinha cada vez que colocávamos os saquinhos ao lado dos alimentos que eles consumiam praticamente todos os dias. Então eu percebi a necessidade de difundir essa informação para mais pessoas, não só abordando a quantidade de açúcar, mas também sódio, aditivos, gordura hidrogenada, entre outros ingredientes que, se consumidos em excesso, podem trazer malefícios para a saúde”, revela a estudante.

Seu perfil ‘@olhaorotulo’ conta com conteúdo diário e informações importantes para a sociedade e têm mais de 40 mil seguidores. O que só corrobora com o fato de que as pessoas estão realmente mais interessadas com os ingredientes que estão ponho em suas mesas.

Fique de olho na semana de orientação sobre rotulagem nutricional que o Blog Minha Luma está realizando e veja amanhã tudo sobre as embalagens e os meios de manipular as informações de seus produtos para confundir os consumidores quanto às informações nutricionais dos alimentos e não caia nessa pegadinha!

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Resolução sobre Rotulagem de Alimentos Alergênicos – Entenda Como Fazer Aqui:

Essa semana aqui no Blog Minha Nutri, nós iremos falar a respeito de um assunto extremamente importante para o assessor ou consultor em nutrição que são as Rotulagens Nutricionais. Durante todos estes dias, você vai contar com informações que vão te ajudar no dia a dia como nutricionista, além de entrevistas de especialistas que vão te auxiliar com dicas e informações a fim de você enriquecer seus conhecimentos.

Hoje, iniciando esta série especial, escolhi falar sobre as mudanças nas rotulagens obrigatórias dos principais alimentos que causam alergias alimentares. A RDC de número 26 de, 02 de julho de 2015 elaborada pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária se aplica para os seguintes alimentos:

  • Bebidas
  • Ingredientes
  • Aditivos alimentares
  • Coadjuvantes de tecnologia embalados na ausência de consumidores (inclusive aqueles destinados exclusivamente ao processamento industrial e os destinados aos serviços de alimentação).

Apesar de esta Resolução ser de 2015 e a sua obrigatoriedade ter começado a valer em julho de 2016, ainda existem muitas dúvidas sobre as questões que envolvem a rotulagem para alérgicos por nutricionistas que estão iniciando suas carreiras. Portanto, se você é nutricionista e trabalha como assessor em nutrição ou consultoria, entre outros, precisa estar atento quanto as novidades que são complementares à Resolução RDC nº 259, de 20 de setembro de 2002 e, precisam acompanhar estas normas para estarem de acordo com a ANVISA.

E em quais alimentos esta RDC não se aplica?

Como já pontuamos os alimentos que esta nova Resolução da ANVISA se aplica, nada mais justo sabermos em quais tipos de alimentos elas nãos e aplicam, ou seja, você não precisa se preocupar em rotular:

  • Alimentos embalados que sejam preparados ou fracionados em serviços de alimentação e comercializados no próprio estabelecimento (ex. prato de restaurantes, bolo em uma padaria).
  • Alimentos embalados no ponto de venda a pedido do consumidor (por exemplo, pão francês).
  • Alimentos sem embalagem como frutas e legumes.

Lista de Alimentos Alergênicos de acordo a RDC nº 26 de 02 de julho de 2015:

Anote quais são os tipos de alimentos que podem causar alergias nos consumidores e que a ANVISA enquadrou como necessários relacioná-los de acordo com a nova Resolução.

  • Trigo, centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas (os cruzamentos destes alimentos).
  • Amêndoas, avelãs, castanha-de-caju, castanha-do-brasil, macadâmias, nozes, pecãs, pistaches, pinoli e castanhas no geral.
  • Leite de todas as espécies animais.
  • Látex natural (embalagem, luvas, selos, etc.) Porque pode haver contaminação na própria embalagem.
  • Crustáceos, ovos, peixes, amendoim e a soja.

Aprenda Como Apresentar Estas Informações Na Rotulagem:

Este é o esquema que a sua rotulagem deve apresentar:

– CAIXA ALTA E EM NEGRITO

– Cor em contraste com o fundo do rótulo.

– O tamanho da letra não deve ser menor que as informações dos ingredientes do rótulo.

Exemplos:

Existem 4 formas de orientar aos alérgicos sobre os alimentos em questão. Veja:

  1. ALÉRGICOS: CONTÉM (nome dos(S) alimento(s) que causa(m) alergia).
  2. ALÉRGICOS: CONTÉM DERIVADOS DE: (nome dos(S) alimento(s) que causa(m) alergia).
  3. ALÉRGICOS CONTÉM: (nome dos(S) alimento(s) que causa(m) alergia) E DERIVADOS.
  4. ALÉRGICOS: PODE CONTER (nome dos(S) alimento(s) que causa(m) alergia).

Vamos supor que você, como nutricionista, trabalha com uma variedade grande destes alimentos que causam alergias, então você tem uma lista bem extensa para trabalhar. O exemplo pode ficar assim:

ALÉRGICOS: CONTÉM LEITE, OVO, DERIVADOS DE TRIGO, PODE CONTER AMENDOIM E NOZES.

Espero que estas dicas possam te ajudar a manter os rótulos em dia e trabalhar de acordo com as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Aguarde novidades essa semana sobre rótulos e compartilhe nas suas redes sociais!

Você pode consultar todas as informações diretamente do documento da ANVISA, clicando aqui

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com 

 

Share This:

Você sabe como ser sustentável no trabalho? Confira dicas que podem te ajudar:

Geralmente quando pensamos em ser sustentável e procuramos ajudar o meio ambiente e o planeta, automaticamente nossa mente pensa o que podemos fazer para melhorar o dia a dia em casa, quais práticas podemos adotar para descartar melhor o lixo da nossa cozinha, entre outros aspectos relacionados com o ambiente doméstico, ao qual vivemos a maior parte das nossas vidas.

Entretanto, quando nós estamos trabalhando, também podemos pensar em soluções sustentáveis para melhorar o convívio e ambiente de trabalho, bem como apoiar a causa da sustentabilidade nos escritórios. As estatísticas comprovam que a produção de lixo aumentou em 29% no Brasil, a partir de um estudo feito pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – Abrelpe, nos anos de 2003 a 2014.

O estudo concluiu também que esta taxa de aumento do lixo aumentou 5 vezes mais do que a taxa de crescimento populacional, que no mesmo período foi de 6%. Já a quantidade de resíduos com a destinação adequada, ou seja, aqueles que são descartados da maneira correta, não acompanhou esta taxa de crescimento da geração de lixo. Em 2014, somente 58% do total deste lixo produzido pela população foi levado aos aterros sanitários.

Cada um faz a sua parte, melhor para o planeta:

Às vezes a gente pensa que as medidas que tomamos não vão surtir efeito porque as outras pessoas, até mesmo aquelas que trabalham conosco, não estão muito preocupadas com estas questões de sustentabilidade e destino correto do lixo. Entretanto, se pensarmos no que os outros podem fazer e destinarmos as nossas ações pautadas sempre nas ações dos outros, acabamos vivendo em uma bolha de decisões mecânicas que não vão ajudar a nada e a ninguém.

Você pode ser a motivação de outras pessoas. Por isso, separamos aqui algumas dicas que poderão te ajudar a manter o seu ambiente de trabalho mais sustentável, você vai aprender a produzir menos lixo e ainda terá a chance de conscientizar outros amigos de trabalho. 🙂

1 – Adote a caneca de plástico ou de porcelana:

Ou qualquer outro material que não seja descartável, porque o copo descartável, por exemplo, neste caso é ruim porque toda vez que você se levanta para beber água, você usa um copo diferente e joga fora. Vamos supor que você bebe 2 litros de água por dia, então são 10 copos descartáveis de 200ml que você joga fora por dia.

Agora imagine o quanto você economiza de copo descartável se adotar o uso de uma caneca? Essa ação já ajuda a produzir menos lixo.

2 – Economize no papel:

Se você tem uma alternativa de não imprimir, então não imprima. Você pode enviar e-mails e ao invés de imprimir relatórios, pode criar relatórios online ou PDF, entre outras medidas que vão ajudar o planeta. Usar menos papel é sustentável e econômico porque as empresas também pouparão bastante se os funcionários imprimissem menos documentos.

A dica é você avaliar o que deve realmente ser impresso.

3 – Separe os tipos de lixo:

Se a sua empresa não tem aquelas lixeiras que separam os lixos orgânicos dos recicláveis, você pode enviar um e-mail para o seu chefe com esta sugestão e enquanto ela não é posta em prática, você mesmo pode fazer isso separando o seu lixinho. Além de fazer bem para a natureza, facilita a vida dos catadores e auxilia na reciclagem.

4 – Você encomenda quentinha no trabalho?

Que tal você tentar levar a sua própria marmita? As quentinhas são feitas de papel e papelão e quase sempre ficam sobras de alimentos que não são separadas na hora de jogar fora. Resultado: material reciclado com resíduos dos alimentos. Você pode evitar tanto desperdício de lixo levando a sua marmita de casa de alumínio ou plástico. Sem contar que a sua saúde agradece porque você pode começar a inserir hábitos mais saudáveis na sua alimentação.

E ai, gostou dos ‘Dicas Sustentáveis’ desta semana no Blog Minha Nutri? Se você adota outra ideia sustentável, compartilhe com a gente nos comentários!

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Como fazer a sua equipe colaborar no ambiente de trabalho? Veja dicas para conquistar a simpatia:

Você é nutricionista e decidiu seguir a carreira de assessor ou consultor? Então, vai precisar de bastante jogo de cintura porque você vai ter uma cozinha e toda uma equipe esperando pelas suas orientações. É muito normal, no início, a gente se sentir um pouco perdido, sem saber como agir em determinadas situações. Por isso que preparamos um texto com algumas dicas para você aprender a conquistar a simpatia da sua equipe de uma maneira profissional e eficiente.

Antes de iniciar os tópicos seguintes, é importante salientar que os extremos nunca são bons e não vão dar os resultados positivos que você espera. Ser amigo demais e ser incisivo sempre poderá colocar todo o seu trabalho em risco. Portanto, saber dosar e aprender a se relacionar com diferentes tipos de pessoas é essencial para o sucesso de toda a equipe. Confira também os 5 erros mais comuns do assessor em nutrição ou consultor.

Quando você for contratado para assumir uma equipe na cozinha de uma empresa, você tem que ter em mente que os seus colaboradores são seres humanos, com histórias de vidas, com problemas, com características e personalidades diferentes. Então, saber ouvir, elogiar um trabalho bem feito e ajudar quando preciso são passos que poderão melhorar a sua rotina de trabalho.

  • Valorize o funcionário:

Se você reparou que ele está conversando com alguém sobre algum ponto da sua vida ou sobre um curso que está fazendo, por exemplo, tente se inserir na conversa e procure entender o que está passando pela cabeça dele, quais são os projetos de vida, seus sonhos e suas metas. Tente se colocar em uma posição de parceiro, mantendo um bom relacionamento com ele.

Essa maneira é uma boa forma de se mostrar presente sem dar muita intimidade. Ele vai se sentir valorizado, vai saber que o líder dele tem tempo para ouvir suas histórias e seus anseios. Isso gera uma relação de parceria. Claro que não vamos conversar e se esquecer do trabalho a ser feito, mas você terá que aprender a conduzir bem este tipo de conversa.

  • Ouça o seu colaborador:

Por muitas vezes a correria do trabalho não permite que tenhamos tempo suficiente para ouvir todas as reclamações e chateações da sua equipe. Experimente tirar um dia que seja mais tranquilo para fazer uma dinâmica breve de grupo para saber o que está se passando, se tem alguma dificuldade a ser superada e procurar entender se existe algum tipo de problema mal resolvido entre eles ou com você. Isso evita que o seu trabalho fique lento por questões de brigas internas que podem minar toda a uma rotina.

E quando ele falar o que está acontecendo, dê atenção e busque solucionar o problema porque do contrário ele vai entender que a reunião não passa de uma ação para cumprir protocolos.

  • Elogie o trabalho dos seus funcionários:

Sabemos que cada colaborador tem a sua função e que eles têm o dever de cumpri-la bem. Mas, não custa nada elogiar o trabalho de alguém quando está sendo feito da forma correta, quando ele está se esforçando para as coisas darem certo, etc. Por exemplo, você almoçou no trabalho um dia e a comida estava gostosa, então vá até a cozinha e elogie, diga que a comida estava boa, que quer depois aprender determinada receita com ele.

Se mostrar parceiro e ainda dizer que quer aprender algo com a sua equipe é extremamente benéfico, pois eles passam a acreditar mais no potencial deles e desenvolvem autoconfiança. Até mesmo quando você pedir para alguém realizar determinada tarefa e no dia seguinte você chega e ver que a pessoa fez tudo direito, está tudo legal, se aproxime da pessoa e agradeça pela atenção. Essas coisas são pequenas em relação aos benefícios que você vai ganhar depois disso.

  • Evite guerras e desentendimentos desnecessários:

Uma das características essenciais para se trabalhar com assessoria ou consultoria nutricional é a humildade. Mostrar que mesmo você sendo o líder não é melhor do que ninguém e tentar sempre entender o lado do outro é algo que ajuda a conquistar e muito a simpatia da sua equipe. Muito embora saibamos que, por muitas vezes, é preciso dar uma bronca, adotar um perfil parceiro é benéfico, inclusive, na hora da bronca porque eles vão entender que houve uma quebra de confiança dentro da cozinha e farão de tudo para melhorar e reconquistar a sua atenção e boa vontade.

Tente explicar aos funcionários que assim como eles, você também está respondendo ao mesmo chefe, que é o dono da empresa e por isso precisa que todos trabalhem juntos para fazer dar certo. A gente sabe o quanto é difícil trabalhar em uma cozinha, que os horários de trabalho são puxados e que cansa bastante, então tentar proporcionar um ambiente tranquilo, de paz e de parceria ajuda na produtividade e a conquistar a sua equipe.

Não tem nada pior do que chegar a uma cozinha e perceber que as pessoas estão ali só para cumprir as metas, ainda mais quando se trabalha com alimentos e comida, pois as energias negativas podem refletir no cardápio e fazer alguma receita desandar por falta de atenção e comprometimento no preparo ficará fácil. Pense nisso!

Assessoria de imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

 

Share This:

Aprenda A Fazer Leite Vegetal de Amêndoas

Aprenda uma receitinha simples e fácil de leite vegetal para substituir o leite de origem animal em bolos, tortas e nas mais variadas receitas!

Aproveite o leite para ter mais energia e disposição na academia, tenha mais nutrição das oleaginosas no seu organismo:

Benefícios das amêndoas:

  • Sua fonte de fibras é importante para manter o intestino regulado.
  • Ajuda a manter a sensação de saciedade, inibindo os ‘belisquetes’ fora de hora.
  • Produtos de beleza feitos com amêndoas mantém a hidratação de cabelos e pele.
  • As amêndoas são fonte de cálcio, o que reduz o risco de osteoporose.
  • Estas oleaginosas contribuem para o emagrecimento e também no ganho de massa muscular.
  • Confere mais energia e disposição para o corpo.
  • Comer amêndoas reduz o colesterol ruim (LDL) e aumenta o bom (HDL).
  • Controla o nível de açúcar no sangue, o que é benéfico aos diabéticos.
  • Ricas em vitamina E e antioxidantes, o que aumenta a memória e elimina radicais livres.
  • Previne contra doenças como o Mal de Parkinson e previne o declínio cognitivo.

Confira o post na íntegra lendo o nosso artigo sobre benefícios das amêndoas.

Share This:

Benefícios das Amêndoas: para que serve, como usar na dieta e receitas para incluir no seu cardápio

A amendoeira é uma árvore da família Rosaceae e a semente de seu fruto é a amêndoa, nossa oleaginosa da semana. Muito comum em receitas de confeitaria, por conta de seu sabor levemente adocicado, as amêndoas são uma excelente fonte de proteínas, fibras, vitaminas e gorduras saudáveis para o corpo humano.

Entretanto, deve-se consumir com moderação, pois as amêndoas também são ricas em calorias, o que pode prejudicar uma dieta de emagrecimento. Portanto, é imprescindível, antes de incluir esta oleaginosa em suas refeições, procurar orientações de um nutricionista para que ele possa traçar um plano alimentar em que as amêndoas serão usadas de maneira segura e efetiva para a sua saúde e objetivos.

Principais benefícios das amêndoas:

 

  • Sua fonte de fibras é importante para manter o intestino regulado.
  • Ajuda a manter a sensação de saciedade, inibindo os ‘belisquetes’ fora de hora.
  • Produtos de beleza feitos com amêndoas mantém a hidratação de cabelos e pele.
  • As amêndoas são fonte de cálcio, o que reduz o risco de osteoporose.
  • Estas oleaginosas contribuem para o emagrecimento e também no ganho de massa muscular.
  • Confere mais energia e disposição para o corpo.
  • Comer amêndoas reduz o colesterol ruim (LDL) e aumenta o bom (HDL).
  • Controla o nível de açúcar no sangue, o que é benéfico aos diabéticos.
  • Ricas em vitamina E e antioxidantes, o que aumenta a memória e elimina radicais livres.
  • Previne contra doenças como o Mal de Parkinson e previne o declínio cognitivo.

Para quem as amêndoas são indicadas?

– Diabéticos, por conta da capacidade de diminuir a taxa de açúcar no sangue e prevenção de complicações da doença.

– Doentes do coração, pois as amêndoas reduz o colesterol ruim (LDL) e eleva o bom (HDL). De acordo com a Luma Monteiro, nutricionista da Minha Nutri, as amêndoas beneficiam problemas cardiovasculares, pois as gorduras ruins vão acumulando no organismo, entupindo as artérias e formando placas. Estas placas podem se soltar e provocar infartos e demais problemas no coração.

– Quem está querendo perder peso: claro que as amêndoas não vão fazer o trabalho sozinho, ela é uma alternativa de perda de calorias, pois ajuda a manter a saciedade e regula o intestino. Desde que seja usada com moderação, por isso que é importante ter uma opinião de um especialista da sua confiança.

– Quem quer dar um upgrade na memória, já que a vitamina E, presente em sua composição, ajuda a aumentar o desempenho cerebral e prevenir contra doenças relacionadas à cognição.

– Para quem tem ou quer prevenir a osteoporose, pois a sua fonte de cálcio é rica, cerca de 45mg em uma porção de 100g.

Efeitos negativos das amêndoas:

Conforme dito anteriormente, as amêndoas são calóricas e se forem usadas de uma maneira descontrolada, pode prejudicar a dieta de emagrecimento.

Onde Posso Comprar as amêndoas?

Atualmente existem muitos lugares que vendem este tipo de oleaginosa. Mercados, padarias, lojas de produtos naturais e até mesmo lojas virtuais vendem os pacotinhos ou snacks de amêndoas. Também tem a opção de comprar o mix de castanhas – a venda em estabelecimentos – que vem com diversos tipos de nuts para compor receitas, etc.

O preço médio do quilo das amêndoas é de: R$60,00. Mas, você pode comprar pacotes menores com 200 gramas, por exemplo, a um preço – aproximadamente – de R$17,00. Os valores devem variar de acordo com a marca. Estas informações foram retiradas de uma média das principais marcas que são comercializadas nos mercados.

O benefício do leite de amêndoas:

Se você é vegano e não ingere produtos de origem animal, tem no leite de amêndoas uma ótima opção de ingerir esta bebida e incluir em diversas receitas como bolos, tortas e até mesmo queijos. Aqui na Minha Nutri você vai ter acesso à receita de como fazer leite de amêndoas e também vai aproveitar as fibras que restarem deste processo para fazer um delicioso queijo vegano.

Pegue o papel e caneta para anotar a nossa receita!

Leite de amêndoas:

– 250g de amêndoas

– 500ml de água mineral

Modo de preparo:

Deixar as amêndoas de molho na geladeira, de um dia para outro. No dia seguinte, lavar todas as amêndoas e colocar 500ml de água mineral nova no liquidificador junto com as amêndoas e bater. Por fim, com a ajuda de um coador, separar as fibras do líquido. O leite está pronto.

Você pode usar o leite para fazer bolos, tortas e em qualquer receita que leve o leite de origem animal. Basta substituir.

Mas, o que fazer com estas fibras que sobraram? Sim, o queijo vegano!

Você tem duas opções, quando for bater as amêndoas, você pode retirar a casca antes para o queijo ficar branco ou deixar as cascas para dar um aspecto mais rústico. O sabor não interfere em nada, é mais uma questão mesmo de estética.

Queijo vegano de amêndoas:

Ingredientes:

– As fibras que sobraram do leite (retirar o excesso de líquido)

– 2col de sobremesa de óleo de coco

– 2col sobremesa de azeite

– 1col sopa de temperos desidratados

– sal, páprica defumada, alecrim e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Cobrir uma forma com filme PVC (você pode colocar no fundo um pouco de alecrim para decorar), misturar previamente os ingredientes, despejar na forma e acondicionar por 12 horas na geladeira para os sabores apurarem e o queijo ficar consistente.

Dica Minha Nutri:

Se você malha, pode usar o leite de amêndoas no preparo de suplementos. Veja aqui a dica:

– 1xic de leite de amêndoa

– 1medida dosadora de whey protein

– 3g de creatina

Só bater no liquidificador e pronto!

Gostou das dicas e benefícios das amêndoas? Curte e compartilhe o blog com seus amigos.

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Confira os 5 erros mais comuns que o assessor e consultor em nutrição não devem cometer

De acordo com o Conselho Regional de Nutricionistas, da 9ª região de Minas Gerais, o Consultor em Nutrição é o nutricionista que é contratado para avaliar, analisar e emitir parecer sobre assuntos relacionados à área de alimentação e nutrição, cumprindo prazos estabelecidos no contrato.

Já o Assessor em Nutrição é o nutricionista habilitado que assiste tecnicamente empresas ou pessoas físicas, implementando planejamentos, programas e projetos em atividades específicas dentro da área de nutrição e alimentação. É o assessor em nutrição que assume a responsabilidade técnica do serviço pelo qual foi contratado.

Independentemente da carreira que o nutricionista vai seguir, é necessário ter em mente que existem alguns erros que não se deve cometer, pois do contrário poderá comprometer toda a carreira e o trabalho desenvolvido nas empresas.

Pensando nisso, a Minha Nutri resolveu relacionar os principais erros cometidos por quem está iniciando a consultoria ou a assessoria em nutrição. Esperamos que assim, você possa ter subsídios para passar ileso em algumas ‘provas’ profissionais. Boa leitura!

1 – Não desvalorize o seu trabalho:

Claro que em meio à crise econômica que todo o país está vivendo, é preciso ter criatividade para fazer o diferencial dentro da área de assessoria e consultoria em nutrição, oferecendo descontos, pacotes promocionais, entre demais alternativas de baratear os custos. Entretanto, isto é bem diferente do que desvalorizar o seu trabalho.

O nutricionista passa tantos anos aprendendo e se especializando que nada mais justo que ele tenha o retorno de todo este investimento traduzido em pagamentos pelos ótimos serviços prestados. Logo, não cometa o equívoco de cobrar bem abaixo do piso da sua especialidade. Por muitas vezes, na tentativa de conquistar o cliente não medimos esforços e não calculamos o custo, mas o profissional deve lembrar que não dar o devido valor pelo seu trabalho pode se tornar um transtorno ainda maior, já que isso poderá se transformar em uma bola de neve e você acabar tendo que pagar para trabalhar.

A dica para quem está começando a prestar serviço como assessor ou consultor é: não fique com medo de cobrar o valor justo pelo seu trabalho.

2 – Estude sempre um pouco mais:

Quando nos formamos na faculdade, queremos fazer uma pós-graduação, um MBA ou outra especialidade que vai nos trazer retorno em médio ou longo prazo. Mas, depois que estamos prontos e cursamos tudo o que gostaríamos, a maioria das pessoas vai se dedicar aos seus trabalhos e se esquecem de se atualizar, porém, este erro é muito comum e pode colocar em xeque toda a sua carreira.

Procure cursos e outras maneiras de aprender um pouco mais, estudar sempre evolui. Quando o nutricionista aprimora a sua técnica de consultoria ou assessoria, ganha um olhar mais clínico para resolver os problemas rotineiros e desenvolve know how para solucionar questões de maneira mais rápida e segura.

Então, a dica para quem quer aprimorar suas técnicas é: sempre que puder, se atualize e busque mais conhecimento!

3 – Conquiste a sua equipe liderando:

Com certeza você já deve ter ouvido em algum lugar que o líder, diferentemente do chefe, é aquele que pega na mão de cada um da sua equipe e trabalha junto, oferecendo orientações, soluções e se transformando no modelo moral e profissional que gostaria que cada um da sua equipe fosse. Em outras palavras, o líder é o chefe que está junto, pensando e trabalhando em prol do mesmo objetivo, enquanto o chefe apenas dá ordens.

Dentro deste contexto, um bom caminho de conquistar a sua equipe é se mostrando um líder ao qual eles possam contar, dialogar e trabalhar objetivando melhorias, soluções e produção. Ser verdadeiro e se mostrar uma pessoa acessível são características essenciais para o consultor e assessor em nutrição, já que este nutricionista vai depender muito do trabalho da sua equipe.

Portanto, a dica para conquistar a sua equipe é: mostre-se disponível a trabalhar juntos em prol do mesmo objetivo.

4 – Saber dividir a vida pessoal da vida profissional:

Talvez este erro seja mais comum do que possamos imaginar e ele pode ser decorrência ou consequência do erro número 3. Por muitas vezes o nutricionista inexperiente pode confundir relacionamento de trabalho com amizade e intimidade. Não confundir o estreitamento profissional oriundo da capacidade de liderar de uma maneira mais próxima e leve é muito importante para o sucesso profissional.

Algumas pessoas – ou até mesmo você – podem confundir todo o contexto e acabar achando que por vocês ficarem muito tempo trabalhando juntos, o líder e o colaborador são amigos íntimos e acabam fazendo convites para festas, se marcam em fotos pessoais, entre outras situações que o excesso de liberdade poderá proporcionar. Neste caso é preciso manter a figura de liderança para que o seu trabalho não perca o objetivo, pois este erro pode acabar, literalmente, com a sua voz de liderança.

Por isso que a dica de ouro é: seja um líder acessível, mas não confunda vida pessoal com a profissional.

5 – Se prometeu, cumpra:

O nutricionista quer mostrar trabalho, principalmente quando está iniciando a sua carreira como consultor ou assessor. No entanto, não se empolgue muito nas promessas, tanto para o seu superior, quanto para a sua equipe. Faça sempre um estudo prévio antes de prometer coisas.

Por exemplo, não prometa um aumento para toda a equipe se você não conversou sobre esta questão antes com os dirigentes da empresa a qual você trabalha. Ou, não prometa que vai acabar com 99,9% do desperdício de comida para o seu gerente, se você não fez um estudo, um plano e não verificou esta possibilidade antes. Resumo da história: se prometeu, cumpra porque do contrário vai chegar a hora de você ser cobrado e se você não der a solução que prometeu, sua credibilidade vai cair perante aquelas pessoas.

Logo, a dica não poderia ser outra: não prometa o que você sabe que não poderá cumprir (para o seu bem profissional).

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com

Share This:

Produção de Alimentos Orgânicos: Por que é mais caro? Veja aqui onde encontrar produtos mais baratos

Fotos Marcos Melo, Facebook.

Os produtos orgânicos são uma alternativa saudável, natural e livre de químicas que podem ser adotadas por qualquer pessoa, bastando saber onde comprar este produto mais barato. Os agrotóxicos são venenos usados para manter a larga escala de produção nas indústrias e podem causar diversos malefícios para a saúde de uma pessoa, inclusive gerando doenças graves como o câncer.

No entanto, o Brasil ainda consome grandes quantidades de produtos que levam agrotóxicos, seja para controlar pragas ou para ‘aumentar’ o tamanho dos produtos, tornando-os mais atrativos, por assim dizer. Este consumo perigoso, talvez por falta de opção, já que os mercados vendem os produtos orgânicos muito mais caros do que os que não são, ou por falta de conhecimento da importância de ingerir frutas, legumes e vegetais produzidos sem químicas, ainda bate recorde entre a sociedade brasileira.

Fotos Marcos Melo, Facebook.

De acordo com Marcos Melo, gestor do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, o produto orgânico é somente mais caro nas gôndolas do mercado porque se trata de uma indústria que, em suas palavras, “visa maximizar lucro e socializar prejuízos”, pois não existe uma relação direta com o produtor, sendo assim, o que encarece o alimento orgânico é o intermediário.

Ou atravessador, que é o encarecedor do produto orgânico. Ou seja, quando este intermédio entre o produtor e os pontos de venda é eliminado, os alimentos orgânicos não tem acréscimo de valor. E foi pensando nisso que a ideia do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas foi criada, sendo um projeto independente que tem por objetivo fazer chegar este produtor até o comprador final, consequentemente, sem custos adicionais, o que torna o produto bem mais barato.

Fundado em 2010 e ordenado pela SEDES – Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Solidário, da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Circuito, como um todo, agrega 18 feiras, entretanto sob organização da Essência Vital, ONG que realiza ações socioambientais há mais de 10 anos e dirigida por Marcos Melo, são sete feiras localizadas nos bairros do Flamengo, Botafogo, Urca, Laranjeiras, Leme, Tijuca e Grajaú com vendas de produtos orgânicos realizadas diretamente com os produtores, visando promover a agroecologia e práticas sustentáveis de consumo consciente.

Como saber se um produtor é realmente certificado e vende um produto, de fato, orgânico?

Fotos Marcos Melo, Facebook.

Uma das principais preocupações das pessoas que visitam feiras de produtos orgânicos pela primeira vez, é saber se aquele produtor realmente está seguindo as normas de produção orgânica, afinal de contas, quando o produto final está pronto à venda, não tem como saber se foram respeitados os mecanismos que asseguram tal produção como orgânica.

No caso do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, Marcos Melo afirma que todos os produtores cadastrados seguem os métodos de produção orgânica, de acordo com regras do governo federal. Entretanto, em caso de dúvidas, é possível facilmente descobrir se existe algum tipo de má intenção, pois todo produtor é obrigado a incluir em sua barraca o seu certificado e selos fornecidos pelo governo federal.

Este tipo de certificação leva em consideração alguns fatores de acordo com a lei 10.831, de 2003, do governo federal, que prevê três mecanismos da avaliação da conformidade deste produto:

  • O produtor deve ser ligado a uma OCS – Organização de Controle Social.
  • O produtor deve ter certificação de uma OPAC – Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade.
  • Certificação por Auditorias, onde visitas de inspeção são realizadas às propriedades onde o alimento orgânico é produzido.

Logo, estes mecanismos geram a confiabilidade que o consumidor final precisa para comprar seu alimento orgânico sem medo e com a total certeza de que o produto que está chegando até a sua casa realmente seguiu todas as normas estabelecidas pelo governo federal. Portanto, se uma barraca não fornecer estas informações, antes de comprar, peça para ver os certificados.

A falta de fomento da cultura orgânica prejudica a produção:

Segundo Marcos Melo, a carência de propaganda e marketing a respeito de produção orgânica, das feiras que acontecem não somente no Rio de Janeiro, mas também em outros lugares, poderia projetar este produtor para a sociedade: “mudando esta lógica depreciadora que leva ao mito de que os produtos orgânicos são mais caros”, ressalta.

Doações de adubo para produtores também poderiam ajudar a baratear ainda mais os custos:

 

Fotos Marcos Melo, Facebook.

No Rio de Janeiro, não existe nenhuma empresa que faça doação de adubos derivados de compostagem, por exemplo. Marcos afirma que conhece algumas poucas iniciativas em São Paulo, mas no Rio de Janeiro o que ocorre, atualmente, é a venda de esterco para compostagem e adubação, mas não que façam doações.

“Existem várias maneiras de realizar compostagem dentro da produção orgânica. A maioria dos produtores utiliza da adubação que deriva dos processos de decomposição biológica de matéria orgânica. A essa compostagem, os produtores usam de restos vegetais de capina, poda, usam folhas secas e verdes, ervas, cinzas, serragem, pó de pedra, palha, cascas e sim, sobras de alimentos como legumes e frutas. Alguns produtores enriquecem a compostagem com esterco animal, comprando ou produzindo em seus próprios sítios”, afirma Marcos.

Como funciona o controle de pragas na produção orgânica?

 

Fotos Marcos Melo, Facebook.

Já em relação ao controle de pragas, onde é proibido usar produtos químicos ou sintéticos, as técnicas para controlar pragas – que podem acabar com uma produção inteira – são realizadas de com calda de bodaleza, um dos preparados mais conhecidos dentro da produção orgânica, que é uma espécie de caldo que age como um ‘inseticida’ natural. No entanto, existem outras maneiras de evitar pragas na agricultura orgânica, mantendo o solo enriquecido e o ecossistema em equilíbrio, por exemplo.

Os biofertilizantes possuem uma ação dupla, pois ao mesmo tempo em que enriquecem o solo, também protegem as plantas contra as pragas. Marcos Melo cita os chás, maceras, infusões, pastas e plantas companheiras como outras técnicas que dispensam o uso de agrotóxico e que pode ser usada no cultivo dos produtos orgânicos.

Não mora perto destas feiras, mas quer comprar produtos orgânicos?

O Club Orgânico é uma iniciativa que visa levar até você alimentos orgânicos diretamente dos produtores. Você pode escolher os produtos que quer levar e recebe tudo sem ter que sair de casa. Além disso, você ainda estará apoiando estes produtores.

Você escolhe qual pacote assinar e recebe toda semana em casa uma cesta de alimentos orgânicos. Veja aqui como funciona: https://clubeorganico.com/

Serviço:

Circuito Carioca de Feiras Orgânicas – Essência Vital

FEIRA ORGÂNICA DO FLAMENGO, terças-feiras, das 07:00 às 13:00 – Praça José de Alencar – R. Marques de Abrantes, esquina com R. São Salvador, pertinho do Metrô do Largo do Machado.

FEIRA ORGÂNICA DE LARANJEIRAS, terças-feiras, das 07:00 às 13:00 – Praça Jardim Laranjeiras – R. General Glicério, altura do n. 224.

FEIRA ORGÂNICA DA URCA, quintas-feiras, das 07:00 às 13:00 – Praça Guilherme de Oliveira Figueiredo – Av. Pasteur, n. 458.

FEIRA ORGÂNICA DO GRAJAÚ, quintas-feiras, das 7:00 às 13:00 – Praça Edmundo Rego.

FEIRA ORGÂNICA DE BOTAFOGO, sábados, das 07:00 às 13:00 – Praça Nelson Mandela – Saída do Metrô, Rua Nelson Mandela, esquina com Rua Voluntários da Pátria.

FEIRA ORGÂNICA DA TIJUCA II, sábados, das 7:00 às 13:00 – Praça Xavier de Brito (Praça dos Cavalinhos) – Próxima à estação (final) Uruguai do Metrô.

FEIRA ORGÂNICA DO LEME, sábados, das 7:00 às 13:00 – praça Almirante Júlio de Noronha – Junto ao Forte do Leme, início da Av. Atlântica

 

Assessoria de Imprensa Minha Nutri – comercial.minhanutri@gmail.com  

Share This:

Aprenda a Fazer Bolo de Cacau Vegano Super Fofinho!


Nós vamos estrear nosso canal no Youtube com um vídeo de receita de bolo de cacau vegano com aproveitamento da farinha de amendoim.

Espero que vocês curtam o vídeo e compartilhem com seus amigos.

Aqui a receita na íntegra para você anotar:

Ingredientes:
– 1 xícara de farinha de amendoim
– 1/2 xícara de mix de sementes (linhaça, girassol, aveia, chia, gérmen de trigo)
– 1 pitada de pimenta jamaica
– 1 colher de sopa de vinagre de maçã
– 1 xícara de farinha de trigo branca orgânica
– 1 colher de sopa de fermento em pó
– 1 xícara de óleo de coco
– 1 xícara de cacau em pó 70%
– 1/2 xícara de mix de farinhas (misturar 50g de cada uma em um vidro e tirar a meia xícara a ser acrescentada na receita – farinha de grão de bico, fécula de araruta e farinha de maracujá
– 1 colher de café de essência de amêndoas
– 1 xícara de água mineral
– 1/2 xícara de melado

Modo de preparo:

– Misturar todos os ingredientes secos em um bowl
– acrescentar o óleo de coco, o melado, a essência de amêndoas, o vinagre de maçã e a água mineral.
– misturar com a ajuda de uma colher
– untar a forma com um pouco de óleo de coco, o cacau e a farinha branca orgânica.
– colocar em um forno pré aquecido a 180 graus por 40 minutos.

Esta receita é vegana porque não contém manteiga, não tem leite e nem ovos.

Share This:

Vaga Técnico Em Nutrição – Unimed

Unimed Contrata Técnico em Nutrição

Descrição da vaga
Empresa Contratante

Empresa Contratante: Unimed
Ramo da Atividade: Assistência médica

A Unimed é o maior sistema cooperativista de trabalho médico do mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil, presente em 83% do território nacional. O Sistema nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP) pelo Dr. Edmundo Castilho, em 1967, e hoje é composto por 352 cooperativas médicas, que prestam assistência para mais de 20 milhões de clientes em todo País.

Clientes Unimed contam com mais de 110 mil médicos ativos,107 hospitais próprios e 11 hospitais dia, além de pronto-atendimentos, laboratórios, ambulâncias e hospitais credenciados para garantir qualidade na assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar oferecidos.

Dados da Vaga de Emprego

Técnico de Nutrição (v1451938)

Requisitos/Perfil Desejado

Ensino Médio Completo; Curso Técnico em Nutrição completo; CRN ativo e anuidade paga.

Atribuições e Responsabilidades

Responsável pela verificação do preparo e prova de alimentos, distribuição de refeições e auxílio nas rotinas administrativas da área, contribuindo para qualidade dos serviços prestados e satisfação dos clientes.

Candidatura/Envio de Currículos

Envio de currículos até dia 27 de Janeiro de 2017

A data acima é a previsão para encerramento do recrutamento, contudo a empresa pode fechar a oportunidade antes do prazo previsto.

Salário compatível com o mercado; Plano de Saúde; Plano Odontológico; Refeição Local; Vale Transporte; Seguro de Vida; Previdência Privada; Cesta básica; Auxilio Creche

Fonte: https://www.linkedin.com/jobs/

Share This: