Dieta Low Carb: Como Fazer, Quais Benefícios e Contras? Descubra Aqui:

O que muita gente já sabe é que a dieta low carb dá resultados positivos, agora o que elas não descobriram ainda é como fazer com que estes efeitos realmente deem certo. Exatamente por este motivo é que convidamos a nutricionista Dra. Fernanda Gandra, da CT Nutrição, para falar um pouco sobre os prós e contras da low carb.

De maneira superficial entendemos, assim como sugere o nome, que a low carb é uma dieta que objetiva diminuir a quantidade de carboidratos ingeridos por um indivíduo, fazendo com que ele consiga emagrecer a partir do gasto energético das gorduras estocadas no corpo.

Entretanto, é muito mais do que isso. Podemos considerar que este raciocínio, apesar de correto, é apenas o começo de uma estrutura alimentar que só pode ser desenvolvida de uma maneira segura e eficiente por um especialista no assunto, no caso os nutricionistas. Pois do contrário, uma pessoa que inicia este tipo de dieta por conta própria pode acabar causando efeitos colaterais irreversíveis.

De acordo com a Dra. Fernanda Gandra, “existem vários tipos de dieta low carb. Há aquelas em que o carboidrato é substituído por proteína, outras em que a substituição é feita por lipídios. O principal objetivo destas dietas é diminuir a produção de insulina e fazer com que o corpo utilize a gordura como fonte de energia”, explica a nutricionista.

Na dieta low carb, a ingestão diária de carboidratos representa cerca de 20% do total de calorias ingeridas. Existe restrição de carboidratos simples (como açúcar) e complexos (como amido). Já em um plano alimentar convencional o consumo de carboidratos deve ficar entre 45-55% do total de nutrientes ingeridos no dia, representando a base da pirâmide alimentar (composta por pães, massas, cereais, etc).

Existe uma quantidade exata de quilos que a low carb enxuga?

A especialista não acredita que seja possível realizar este tipo de estimativa, já que o sucesso de uma dieta depende da disciplina e do metabolismo de cada pessoa. Os resultados podem variar de acordo com a alimentação que o indivíduo tinha antes de iniciar a low carb. Sendo assim, esta estaria mais propensa em fornecer melhores resultados a pessoas ‘viciadas em carboidratos’ (aqueles processados, a base de farinha branca) do que outras pessoas que não tem este hábito.

Por isso mesmo que se faz extremamente necessário consultar um nutricionista da sua confiança para que um plano alimentar eficiente possa ser construído e aliado a hábitos de vida saudáveis. Inclusive no que tange às atividades físicas, pois se a low carb for feita corretamente, a energia de que a pessoa precisa para malhar, por exemplo, advirá da proteína ou da gordura prescrita na dieta.

Dieta Low Carb deve ser monitorada por um profissional:

Sendo assim, é arriscado uma pessoa iniciar este tipo de dieta por conta própria, afinal de contas, um de seus pontos negativos é uma sensação de fraqueza, nos primeiros dias, uma vez que o corpo utiliza a gordura ou proteína como fonte de glicose. O procedimento de elevar os níveis de glicose ocorre mais lentamente, gerando este incômodo em algumas pessoas.

Sem contar que “quando a substituição (por gordura ou proteína) não é feita corretamente, a ingestão calórica diária pode ser reduzida, causando efeitos colaterais permanentes. Em longo prazo, pode ser prejudicial para os rins e para o coração, já que a ingestão excessiva de gordura saturada por longos períodos pode acarretar dislipidemias entre outros problemas cardiovasculares”, enfatiza Fernanda.

Alimentos que são restringidos nas dietas low carb:

Cerca de 30% de carboidratos ficam restritos, tais como

  • Açúcares
  • Pães
  • Massas
  • Farinhas

Portanto, a fonte de carboidrato que o corpo obtém é a partir de frutas e vegetais. Contudo esta porcentagem não é algo fixa, segundo a nutricionista, pois é “preciso conhecer e respeitar a individualidade bioquímica e a partir disso traçar um plano low carb para o paciente”, descreve a doutora.

Benefícios da Dieta Low Carb:

“Em minha opinião, a redução de carboidratos é saudável quando esta é acompanhada por uma reeducação alimentar e hábitos saudáveis. A dieta low carb tem se mostrado eficaz na perda de gordura corporal e é muito vantajosa tendo em vista o crescente aumento da ingestão de carboidrato. Mas deve ser feita com orientação profissional”, de acordo com a especialista.

Para Fernanda Gandra, não é mais saudável a substituição do nosso pãozinho integral com queijo por um prato com ovos, bacon e manteiga, por exemplo, e aproveita para incentivar a substituição do pão de farinha de trigo pelo pão de farinha de amêndoas, a lasanha convencional pela lasanha de berinjela… Entre outros exemplos.

CT Nutrição e Minha Nutri fecham parceria e lançam curso:

A nutricionista Luma Monteiro, da assessoria em nutrição Minha Nutri, acaba de fechar uma parceria muito interessante com a CT Nutrição, que é uma empresa que oferece cursos e treinamentos em Nutrição com o objetivo de levar conhecimentos científicos e atuais.

Luma ministrará o ‘Curso Prático de Pães e Bolos Low Carb e Funcionais para Leigos’, que terá início no dia 16 de setembro de 2017. As informações sobre matrículas e investimento serão fornecidas em breve no instagram da Minha Nutri (@minhanutri) e do CT Nutrição (@ctnutricaobrasil)

Share This:

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site